skip to Main Content
Menu
Dia Da Mobilização Pela Promoção Da Saúde E Qualidade De Vida

Dia da mobilização pela promoção da saúde e qualidade de vida

Durante o período de 2 a 7 de abril ocorrem diversas atividades relacionadas à promoção da saúde internacional, conhecida como Semana da Saúde. Hoje, dia 6, é priorizada a mobilização pela promoção da saúde e qualidade de vida. O objetivo dessas atividades é o combate ao sedentarismo, responsável por 71% das mortes causadas por doenças não transmissíveis no mundo (pelas diabetes, doenças cardiovasculares, acidentes vasculares cerebrais e o câncer de mama e de colo do útero).

O Plano da OMS

Visando tornar a população mundial mais ativa e saudável, a OMS desenvolveu um plano de ação sobre atividade física e saúde para os anos entre 2018 e 2030, com a meta de reduzir em 15% a inatividade física do mundo. Os benefícios de praticar exercícios regularmente e de forma correta podem nos trazer um melhor condicionamento muscular e cardiorrespiratório, o aumento da saúde óssea e funcional, a redução do risco de hipertensão, doença cardíaca coronária, AVC, diabetes, câncer de cólon e de mama, depressão, e de quedas, bem como de fraturas de quadril ou vertebrais, e são fundamentais para o balanço energético e controle de peso. Outros benefícios relacionados à atividade física são: melhorar a autoestima e promover a sensação de bem-estar; diminuir a depressão; diminuir o estresse e o cansaço; aumentar a disposição; melhorar a força e resistência muscular; melhorar a aparência da pele. É importante que antes de começar ou voltar a praticar exercícios sejam realizados exames para verificar o estado geral de saúde para que seja indicado o melhor tipo de atividade física e/ou exercício, bem como a intensidade indicada, por exemplo. Além disso, o ideal é que você seja acompanhado por um profissional de educação física capacitado.

Para atingir um estado de completo bem-estar físico, mental e social, os indivíduos e grupos devem saber identificar aspirações, satisfazer necessidades e modificar favoravelmente o meio ambiente. A saúde deve ser vista como um recurso para a vida, e não como objetivo de viver. Nesse sentido, a saúde é um conceito positivo, que enfatiza os recursos sociais e pessoais, bem como as capacidades físicas. Assim, a promoção da saúde não é responsabilidade exclusiva do setor saúde e vai para além de um estilo de vida saudável, na direção de um bem-estar global. (Carta de Ottawa, 1986). A promoção da saúde tem como meta a qualidade de vida e seus princípios norteadores são a eqüidade, a paz e a justiça social. De acordo com Carta de Ottawa, a promoção da saúde contempla 5 amplos campos de ação: implementação de políticas públicas saudáveis; criação de ambientes saudáveis; capacitação da comunidade; desenvolvimento de habilidades individuais e coletivas; reorientação dos serviços de saúde.

O Sistema Único de Saúde (SUS), como política do estado brasileiro pela melhoria da qualidade de vida e pela afirmação do direito à vida e à saúde, dialoga com as reflexões e os movimentos no âmbito da promoção da saúde. No SUS, a estratégia de promoção da saúde é retomada como uma possibilidade de enfocar os aspectos que determinam o processo saúde-adoecimento em nosso País – como, por exemplo: violência, desemprego, subemprego, falta de saneamento básico, habitação inadequada e/ou ausente, dificuldade de acesso à educação, fome, urbanização desordenada, qualidade do ar e da água ameaçada e deteriorada; e potencializam formas mais amplas de intervir em saúde.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top
×Close search
Search