skip to Main Content
Menu
Você é Feliz?

Você é feliz?

Neste domingo dia 20 é comemorado o dia da felicidade no Brasil. Refletir sobre essa data comemorativa pode nos trazer diversas indagações. Por exemplo, será que eu realmente sou feliz? De onde vem a minha felicidade? Eu consigo fazer outras pessoas felizes? A reflexão sobre tudo que a felicidade significa é praticamente infinita. Nós não temos uma definição certa do que realmente pode ser considerado felicidade. Então, como sabemos se somos felizes? 

Aprendendo a ser feliz

Segundo o filósofo grego Aristóteles, a felicidade é o bem maior desejado pelo ser humano e, por isso, suas ações serão em direção a esse fim. Para alcançar a felicidade, o ser humano precisa pautar suas ações na prática de ações virtuosas. Agora, segundo o dicionário, a felicidade pode ser definida como o estado de feliz; estado de uma consciência plenamente satisfeita; satisfação, contentamento, bem-estar. Como podemos fazer uma combinação entre essas duas ideias? A felicidade é uma questão extremamente subjetiva. O que pode ser considerado felicidade para uma pessoa, pode ser completamente diferente para outra. A única pessoa que tem a habilidade de saber o que te faz feliz é você mesmo. Ser feliz é relativo. A felicidade pode ser encontrada nas coisas mais minúsculas da vida: pode ser o contato com o sol em um dia chuvoso, um carinho recebido pelo seu animal de estimação, uma conversa passageira com um desconhecido… Ela sempre estará ali, mas você precisa estar aberto para recebê-la. A felicidade externa nos leva a buscar para além de si mesmo a expectativa de encontrar conquistas fora da sua pessoa, como a conquista de um bem, uma promoção no trabalho e a diminuição dos maus momentos da vida. Já a felicidade interna, é baseada no amor próprio, compaixão e autoestima. Em resumo, psicologicamente falando, a felicidade é um combustível potente para seguirmos o nosso objetivo e o nosso propósito. Não é o destino, nem o ponto final, mas sim momentos presentes no percurso e na estrada da vida, e equilibrar a nossa sensação de ser feliz com aspectos internos e externos, e reconhecê-los, é o grande desafio.

Como eu posso melhorar meu humor?

Tentando deixar as situações desagradáveis da vida de lado, temos muito mais chances de preservarmos nosso bem-estar. Cultivar uma mentalidade otimista é muito importante para que possamos olhar para a vida de uma forma diferente, mais bonita, mais alegre, mais colorida. Agradecer pelos elementos bons presentes em sua vida com constância é uma estratégia simples para elevar o humor e renovar a sua perspectiva sobre ela. Pratique a gratidão especialmente nos dias que sentir que nada dá certo. Conhecer-se é essencial para ter uma vida feliz já que, através do autoconhecimento, você consegue identificar exatamente o que gosta e o que não gosta. A postura otimista é bem recebida em todos os ambientes, tornando os indivíduos alegres memoráveis. As pessoas querem ficar perto de quem é positivo para compartilhar a abundância de positividade. Assim, pessoas felizes têm mais facilidade e oportunidades de criar laços afetivos. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top
×Close search
Search